Connect with us

Brasil

“Você viveria com R$ 400 por mês?”, diz Gleisi à Guedes; BPC deve deixar reforma

Publicada

em

Em audiência na CCJ, o ministro da Economia disse que governo já está preparado para que mudança no BPC saia da proposta de nova Previdência

Contrária à reforma da Previdência, a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) questionou, nesta quarta-feira (3), as mudanças propostas no texto para o Benefício de Prestação Continuada (BPC), destinado à idosos miseráveis. Para ela, o valor de auxílio previsto pelo governo é muito baixo.

“O senhor conseguiria viver um mês, apenas um mês de sua vida, com R$ 400 [valor previsto para o BPC com a reforma]?”, perguntou Gleisi ao ministro da Economia, Paulo Guedes, em audiência pública sobre a Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados (CCJ).

Gleisi não é a única parlamentar que tem críticas à proposta de Paulo Guedes . Na terça-feira (2), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que as mudanças no BPC e na aposentadoria rural previstas na nova Previdência “não vão sobreviver em hipótese nenhuma” durante a tramitação do texto. 

De acordo com ele, a maioria dos membros da Câmara é contrária às alterações. Na semana passada, líderes de 13 partidos do chamado “Centrão” assinaram um manifesto, também se dizendo contra essas questões.

Em resposta às manifestações, Guedes declarou que o governo já está preparado para a exclusão dessas mudanças do projeto de reforma. ““Nós estamos preparados para essa sensibilidade social do BPC e da aposentadoria rural. Se isso for realmente uma vontade do Congresso, ela [a retirada] deve ser feita. Tínhamos que apontar esses problemas, mas estamos preparados para o resultado. E não achamos que devemos transformar isso em uma batalha campal”, afirmou. 

Ele disse, ainda, estar disposto a tornar opcionais as novas regras para o BPC. “A gente antecipa isso. E [o novo BPC] pode até ser opcional.”

Questionado também sobre a aposentadoria dos militares, o ministro provocou os parlamentares na CCJ : “Me perguntaram porque eu não cortei [mais] a aposentadoria dos militares? Ora, cortem vocês. Vocês são o poder. Vocês têm medo de fazer isso?”, indagou.

Entenda as mudanças propostas para o BPC

undefined
Flickr / Palácio do PlanaltoNova Previdência propõe diminuição do valor do benefício do BPC, que auxilia idosos em situação de miséria

Segundo a  proposta de reforma da Previdência , o pagamento do BPC , que é concedido à idosos em situação de miséria, será antecipado, mas terá seus valores reduzidos. Atualmente, recebem o benefício de um salário mínimo  (R$ 998 neste ano)  pessoas a partir de 65 anos. Com a reforma, o valor passaria a R$ 400 reais para idosos a partir de 60 anos, alcançando o valor do salário mínimo aos 70.

*Com informações da Agência Brasil

Continue lendo
Anúncios
Comentários