Connect with us

Brasil

Sentença do processo contra Adélio Bispo, agressor de Bolsonaro deve ser divulgada em até 10 dias

Publicada

em

Audiência de instrução do caso foi realizada nesta segunda-feira (10) na Justiça Federal em Juiz de Fora

A sentença do processo de Adélio Bispo de Oliveira, que deu uma facada no presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante ato de campanha em Juiz de Fora no ano passado, deve ser proferida em até 10 dias. A audiência de instrução do caso foi realizada nesta segunda-feira (10) na 3ª Vara da Justiça Federal.

No encontro, o juiz Bruno Savino colheu depoimentos de seis testemunhas de acusação, sendo cinco seguranças que trabalhavam para o então candidato no momento da facada e o médico Luiz Henrique Borsato, que atendeu Bolsonaro na Santa Casa de Misericórdia e realizou a cirurgia.

Além dos depoimentos presenciais, na audiência as partes tiveram ciência do laudo de exame de corpo de delito complementar e do teor do ofício encaminhado pelo presidente com as respostas às perguntas do Ministério Público Federal (MPF).

Após a conclusão da fase de produção de provas, o magistrado optou por solicitar que as partes apresentassem as alegações finais de forma oral ainda durante o encontro. Com isso, o prazo legal para que Savino profira a sentença relativa ao processo é de 10 dias. No entanto, a decisão pode ser publicada antes da data limite.

No final do mês de maio, o juiz decidiu pela inimputabilidade de Adélio e explicou que “se não for reconhecida a cessação de sua periculosidade no decorrer da execução da medida de segurança, o réu pode permanecer custodiado em manicômio judicial por até 20 anos”.

Depoimento de Bolsonaro

Veja à integra do documento com as perguntas enviadas ao presidente Jair Bolsonaro e as respostas enviadas por ele à Justiça na última semana. Confira:

“Qual a vinda de sua Excelência a Juiz de Fora, para atos de campanha, foi decidida?

Resposta: Aproximadamente uma semana antes.

Quando tal visita e o cronograma pertinentes foram divulgados?

Resposta: Poucos dias antes foram divulgados pelas mídias sociais.

Sua Excelência, antes da facada desferida por ADÉLIO BISPO DE OLIVEIRA, percebera a aproximação do réu ou avistara a presença da faca?

Resposta: Não.

Sua Excelência, quando da facada, teve tempo para defender-se?

Resposta: Não.

Como foi a recuperação de sua Excelência?

Resposta: Segundo os médicos, minha sobrevivência foi um milagre. Muito sofrimento em três cirurgias e, até hoje, sofro as consequências dessa tentativa de execução.”

Inquéritos

Após o atentado em Juiz de Fora, dois inquéritos foram abertos pela Polícia Federal. O primeiro, finalizado em 28 de setembro de 2018, conclui que Bispo agiu sozinho no momento do ataque.

Neste processo, ele foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional.

A denúncia do Ministério Público Federal foi aceita pela Justiça. A Polícia Federal segue com as investigações. O segundo inquérito foi aberto para apurar possíveis conexões de Adélio, pessoas que podem ter ajudado o agressor a planejar o crime.

Do G1/MG

Continue lendo
Anúncios
Comentários