Connect with us

Executivo

PSDB divulga nota contra Guedes e endurece discurso contra Bolsonaro “votou contra Plano Real”

Publicada

em

“Enquanto o PSDB era chamado de ‘neoliberal’, o presidente Bolsonaro votava com o PT contra o Plano Real, contra a reforma da Previdência, por mais privilégios aos setores corporativos, e defendia ditadura”

O PSDB divulgou nesta terça-feira (30) nota contra o ministro da Economia, Paulo Guedes. O texto é contra declarações do ministro de que 30 anos de socialdemocracia seriam responsáveis pelos problemas do país.

Um documento elaborado pela Secretaria de Desestatização do Ministério da Economia foi o fator catalisador para a reação dos tucanos.

De acordo com a apresentação elaborada pelo governo federal, a social democracia dos últimos 30 anos deixou 5,9 milhões de normas, delas 390.726 tributárias, fracos resultados no PIB (Produto Interno Bruto), dívida interna alta e baixa produtividade.

Dentro do partido, cresce o clima de insatisfação contra o governo de Jair Bolsonaro. A sensação dos tucanos é de que o presidente faz as declarações contra os direitos humanos sem se preocupar porque tem como garantido o apoio da sigla nas pautas econômicas do governo federal.

A legenda critica também o presidente Jair Bolsonaro e afirma que quando deputado votou contra o Plano Real.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante reunião com dirigentes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

“Enquanto o PSDB era chamado de ‘neoliberal’, o presidente Bolsonaro votava com o PT contra o Plano Real, contra a reforma da Previdência, por mais privilégios aos setores corporativos, e defendia ditadura”, escreve o presidente do PSDB, Bruno Araújo.

O texto também ressalta a atuação de membros do partido na articulação política e econômica da reforma da Previdência:

“Hoje, os social democratas do PSDB estão à frente da principal medida do governo: a reforma da Previdência. Um texto conduzido pelo ex-deputado Rogério Marinho, aperfeiçoado na Câmara por Samuel Moreira e que será relatado no Senado por Tasso Jereissati”.

O inteiro teor da nota foi compartilhado nas redes sociais do PSDB.

Com Congresso em Foco

Continue lendo
Anúncios
Comentários