Connect with us

Brasil

Procuradores da Lava-Jato ridicularizaram e ironizaram luto de Lula nas mortes de Marisa, Vavá e Arthur

Publicada

em

Compartilhe

Conversas reveladas pelo UOL mostram ironias e comentários desrespeitosos com os mortos

As ações dos procuradores da Lava Jato extrapolaram os limites em vários sentidos. Nesta terça-feira, o UOL divulgou conversas trocadas pelos membros da Força-Tarefa em ocasiões que envolveram a internação e morte da ex-primeira dama Marisa Letícia, que teve um AVC em 24 de janeiro de 2017 e morte em 3 de fevereiro. Nas duas ocasiões, comentários sem fundamentos, ou simplesmente para ironizar um momento de dor, que indiferente de cores ou ideologias deveria gerar um mínimo de decência.

No dia da morte de Marisa Letícia, um procurador chega a declarar, “ninguém ganha falando contra quem morre ou que é contra a família”.

Os procuradores se comportaram de igual maneira nas mortes de Vavá, irmão de Lula e até do pequeno Arthur, seu neto.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem no UOL

Continue lendo
Anúncios
Comentários