Polícia Federal realiza operação em RO e PB para combater corrupção e fraude em licitação

“Operação Feudo” foi deflagrada após suspeitas de fraude no processo licitatório das obras de saneamento básico em Ministro Andreazza (RO). Mandados são cumpridos em Rondônia e Paraíba

A Polícia Federal deflagrou a Operação Feudo na manhã desta quarta-feira (10), para desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar dinheiro público e fraudar licitação de obra de saneamento básico em Ministro Andreazza (RO) município da Zona da Mata.

Segundo informações da PF, serão cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e apreensão de bens em Cacoal (RO), Ministro Andreazza (RO), Santa Luzia do Oeste (RO) e em João Pessoa (PB).

Investigações

Os policiais iniciaram as apurações em 2015, após suspeitas de corrupção e fraude no caráter competitivo do processo licitatório das obras de implantação de saneamento básico no município de Ministro Andreazza. A suspeita foi confirmada durante as investigações.

De acordo com a PF, as análises indicam que os membros da organização criminosa manipularam a licitação, direcionando o vencedor do contrato milionário da obra de saneamento básico da cidade.

O valor da licitação vencida pela empresa foi de R$ 18 milhões e até a quarta-feira (10) foram executados aproximadamente 65% dos serviços de saneamento básico, e comprovados cerca de R$ 3 milhões em prejuízos.

O trabalho conta com a participação de servidores da Controladoria-Geral da União (CGU).

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Família Campanari toma conta do governo de Marcos Rocha

qua abr 10 , 2019
Informação de que Antônio Campanari pode vir a ser nomeado Chefe da Casa Civil causa mal estar no Legislativo Circula a informação que Antônio Campanari estaria cotado para assumir a Casa Civil do Governo, e o nome seria confirmado nos próximos dias. Que Marcos Rocha precisa de um interlocutor com […]