Brasil

PGR recebe investigação sobre Flávio Bolsonaro por falsidade ideológica eleitoral e lavagem

Procuradora Raquel Dodge decidirá se encaminha apurações ao Supremo ou se mantém caso na primeira instância. Em nota, senador disse que denúncia é ‘desprovida de fundamentação’

A Procuradoria-Geral da República (PGR) recebeu da Polícia Federal um inquérito que investiga o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) pela suposta prática de falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro.

O caso foi revelado por reportagem do jornal “O Globo” desta quarta-feira (6). As informações foram confirmadas com a Procuradoria-Geral da República.

O inquérito mira “negociações relâmpagos” de imóveis que, segundo as investigações, resultaram no aumento patrimonial de Flávio.

As suspeitas são que o senador lavou dinheiro por meio da compra de imóveis e declarou à Justiça Eleitoral o valor de um apartamento abaixo do preço real.

O caso corria em sigilo no Rio de Janeiro e foi remetido à PGR após Flávio ter sido eleito senador.

Em nota, Flávio Bolsonaro disse que a denúncia é “desprovida de fundamentação”. Afirmou ainda que foi feita por um advogado ligado ao PT “com o único intuito de provocar desgaste político oas adversários” (veja íntegra da nota ao final desta reportagem).

Agora, caberá à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, decidir se encaminha o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF) ou se mantém as apurações na primeira instância.

A PGR informou que o caso será analisado “sob a ótica” do recurso julgado no Supremo que restringiu o foro privilegiado de deputados e senadores a crimes cometidos no exercício do mandato e relacionados à função.

Como as investigações foram abertas antes de Flávio assumir o mandato de senador, para o qual foi eleito em outubro do ano passado, a tendência é de o inquérito fique na primeira instância. Até 2018, ele era deputado estadual no Rio.

Com G1

Sobre o autor

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação
Notícias relacionadas
Brasil

Bolsonaro pede que Congresso não suspenda decretos do porte de armas

Brasil

Lista "Não perturbe" impede que telemarketing realize ligações a consumidores cadastrados

Brasil

'Se quer levar mais de 10 quilos, pague, sem problema nenhum’, diz Bolsonaro após veto a gratuidade de bagagem

Brasil

Tacla Duran afirma "paguei para não ser preso" na Operação Lava-Jato

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *