Connect with us

Brasil

PF vai investigar suspeita de venda de mandato de Jean Wyllys, diz site

Publicada

em

Compartilhe

Revelação foi feita pelo Antagonista

O blog O Antagonista revelou na tarde desta quarta-feira que a Polícia Federal vai investigar o ex-deputado federal Jean Wyllys por suposta venda de mandato.

De acordo com a publicação, a investigação foi aberta a pedido do deputado José Medeiros, que acusa Wyllys de abrir mão do mandato parlamentar para David Miranda, marido do jornalista Glenn Greenwald, que vem revelando em seu site Intercept, uma série de diálogos do ministro da Justiça, que manda na Polícia Federal, Sérgio Moro e procuradores do Ministério Público Federal durante o curso da Operação Lava Jato.

Leia também:

“O senhor vai estar sim nos livros de história, mas como um juiz ladrão e corrompido”, diz deputado a Moro

Segundo o Antagonista, Medeiros enviou à PF, no mês passado, ofício em que relacionava a desistência do psolista às reportagens do site de Glenn Greenwald.

“Tais fatos não me parecem ser mera coincidência”, escreveu o parlamentar no documento, alertando para o que considera uma “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”.

No ofício, Medeiros também pediu a verificação de eventuais transferências de recursos de Greenwald para Wyllys.

Na última terça-feira o Antagonista também informou que “a Polícia Federal pediu ao Coaf um relatório das atividades financeiras de Glenn Greenwald. O objetivo é verificar qualquer movimentação atípica que possa estar relacionada à invasão dos celulares de integrantes da Lava Jato.

Continue lendo
Anúncios
Comentários