Deputada quer criar cotas em empresas que atendem órgãos públicos

Os chamados “mais antigos” diziam que “de boas intenções o inferno está cheio”, e parece esse ter sido o caso do projeto de lei apresentado pela deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO). Ela apresentou proposta que prevê a destinação de cotas para mulheres que sofrerem violência doméstica.

Deputada federal Jaqueline Cassol

A idéia é empregar essas vítimas em empresas que prestam serviços à órgãos públicos. Até 10% das vagas seriam destinadas para as mulheres agredidas.

Nas redes sociais, a proposta vem sendo duramente criticada.

Esse é o primeiro projeto de lei de autoria da deputada federal Jaqueline Cassol. O PL 2372/2019 foi protocolado na Câmara dos Deputados na última terça-feira (16) e aguarda deliberação do presidente Rodrigo Maia.

Veja algumas falas sobre o projeto da parlamentar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *