Brasil

Mourão diz que Brasil manterá posição de ‘não intervenção’ na Venezuela

Segundo o vice-presidente, o país vai recorrer somente às estratégias de pressão diplomática e econômica, com o objetivo de uma “solução pacífica” no país vizinho

O vice­-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, afirmou que o país vai “manter a linha de não intervenção” na Venezuela, recorrendo somente às estratégias de “pressão diplomática e econômica”, a fim de que uma “solução pacífica” se instaure no país vizinho.

O posicionamento do Brasil foi anunciado pelo vice­-presidente em sua conta no Twitter.

General Hamilton Mourão está em Lima debatendo a questão da Venezuela e descartou intervenção militar no país vizinho

Mourão, que está participando do encontro do Grupo de Lima, que discute a situação política atual da Venezuela, disse que não haverá
“aventuras” com relação ao país caribenho.

O vice­-presidente ainda condenou a violência cometida ante manifestantes contrários ao regime de Nicolás Maduro. “Condenamos o regime de Nicolás Maduro e estamos indignados com a violência contra a população venezuelana”.

Na semana passada, soldados venezuelanos abriram fogo contra civis que se opunham à operação que buscava impedir o acesso à
Venezuela de caminhões com ajuda humanitária. Duas pessoas morreram no incidente.

Estadão Conteúdo

Sobre o autor

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação
Notícias relacionadas
Brasil

Eleito pelo NOVO pregando "fim dos privilégios", Zema faz 1 viagem aérea a cada 5 dias no governo de MG

Brasil

Bolsonaro promete novas regras para porte de armas de fogo

Brasil

Alexandre Frota é condenado a pagar R$ 50 mil a Gilberto Gil

Brasil

Temendo manifestação de caminhoneiros, Moro autoriza uso da Força Nacional na Esplanada dos Ministérios

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vale a pena ler...
Não há boletins médicos sobre a cirurgia de Fabrício Queiroz no Albert Einstein