Connect with us

Regional

Marcos Rocha é destaque como um dos três governadores do PSL a nomear colegas de partido para o Governo

Publicada

em

Dois candidatos a deputado estadual pelo PSL-RO, que  não foram eleitos e viraram suplentes, também foram nomeados para o Executivo: Aziz Rahal, presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia,  e Constantino Erwen, superintendente estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária

Reportagem do jornal Folha de São Paulo destaca o coronel Marcos Rocha (PSL), de Rondônia,  como um dos três governadores eleitos pelo partido do presidente Jair Bolsonaro a nomearem colegas de sigla para cargos no Executivo.

Assinada pela jornalista Carolina Linhares, a reportagem mostra que nos três estados em que o  PSL elegeu governadores , filiados emplacaram nomeações.

Em Rondônia,  o coronel Marcos Rocha também é o presidente estadual da sigla. 

O primeiro-secretário do PSL no estado, Elias Rezende, que é agente penitenciário, é o secretário de Desenvolvimento Ambiental. Evandro Padovani, que era secretário da Agricultura na gestão anterior, deixou o cargo para concorrer a deputado federal pelo PSL, virou suplente e voltou à secretaria na gestão de Rocha. 

Marcos Rocha durante a campanha eleitoral

Dois candidatos a deputado estadual pelo PSL-RO, que  não foram eleitos e viraram suplentes, também foram nomeados para o Executivo: Aziz Rahal, presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia,  e Constantino Erwen, superintendente estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária. 

A primeira-dama de Rondônia, Luana Rocha, que concorreu a deputada federal pelo PSL e é formada em administração pública, é a secretária de Assistência Social. 

Érica Camargo Gerhardt, advogada que atuou na articulação do partido no estado, é subchefe na Casa Civil. 

Os outros estados são Roraima e  Santa Catarina.

Do Tudorondonia

Continue lendo
Anúncios
Comentários