Legislativo RO

Laerte Gomes cobra IML atuando na região da BR-429

Municípios não possuem legistas e sequer instalações para as necropsias

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), ao discursar na sessão ordinária desta terça-feira (26), fez um alerta às autoridades da área de segurança pública estadual. Segundo relatou, os municípios situados na região da BR-429, não possuem médicos legistas e sequer instalações específicas, onde possam ser realizadas as necropsias, que são exigidas em casos de mortes por violência ou em morte natural com vítima não-identificada.

De acordo com o parlamentar, quando há necessidade, determinada em lei, para a necropsia no Instituto Médico Legal (IML), os familiares dos mortos são obrigados a arcar com altos custos para o translado do cadáver até a cidade de Ji-Paraná. Para o deputado, isso implica, além da tristeza com a perda do “ente querido”, em constrangimento e grave drama social.

Laerte Gomes explicou que esta maratona para legalizar o corpo para o sepultamento, dura, no mínimo, entre dois a três dias. Ele frisou que Rondônia conta com apenas dois postos efetivos do IML, um na Capital e outro em Ariquemes, este funcionando em local cedido pelo município, pois a sede ainda está em construção.

Cidades como Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Vilhena, e Guajará, ainda conforme o presidente, contam apenas com um médico legista em cada localidade, que faz o trabalho diretamente nas funerárias ou nos hospitais. “E não se percebe sinalização do poder público para reverter essa situação, ” lamentou.

O deputado constatou que a Superintendência da Polícia Técnico-científica continua estagnada. Apesar de agora ter autonomia administrativa, nada mudou. “As autoridades” – criticou o parlamentar – “parecem que perderam a noção da importância dessa estrutura de polícia técnica. ”

Soluções 

Laerte sugeriu a instalação urgente de um Posto Avançado da Superintendência de Polícia Técnico-científica para atender aos municípios localizados na região da BR-429. Ele entende que a instalação deste Posto Avançado agilizaria as perícias em casos de acidentes de trânsito, crimes contábeis, crimes contra o patrimônio etc.

Além disso, o posto avançado, na análise do deputado, agilizaria também os exames de análise instrumental, balística, biologia e bioquímica, física, química e exames de entorpecentes. “Esse transtorno social, psicológico e financeiro das famílias precisa acabar logo. Peço às autoridades da área de segurança e o governador Marcos Rocha que atendam aos clamores populares, ” reforçou.

Fonte: Decom
Foto: Marcos Figueira

Notícias relacionadas
Legislativo RO

Presidente Laerte Gomes apresenta anteprojeto de Lei que cria o fundo para construção de novo pronto socorro na Capital

Legislativo RO

Laerte Gomes recebe vereadores de Alvorada do Oeste

Legislativo RO

Alex Redano participa de audiência no DER com comitiva de autoridades de Ariquemes

Legislativo RO

Jean Oliveira destaca importância do Dia Mundial do Meio Ambiente

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *