Legislativo RO

Laerte Gomes assegura permanência da Escola Irmã Dorothy, em Presidente Médici

Presidente da Assembleia também vai acionar o DER para a recuperação de estradas no município

As cerca de 110 crianças que estudam na Escola Estadual Irmã Dorothy, localizada no Assentamento Chico Mendes 3, na 7ª Linha, em Presidente Médici, tiveram a permanência asseguradas, após o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), intervir junto ao Governo do Estado. Havia ameaças de desativação da Escola.

Ele fez o anúncio nesta quarta-feira (06), durante entrevista à rádio Tropical FM, no programa Vale Tudo, apresentado pelo radialista Nelson Salim, acompanhado do prefeito Edilson Alencar (PSDB). Outros temas também foram tratados na entrevista.

“Mostrei à Secretaria de Educação que não seria justo desativar a escola Irmã Dorothy, após as matrículas terem sido efetuadas e os pais de alunos se programado para que eles ficassem o ano letivo nesta escola. O Governo nos atendeu e as aulas neste ano estão asseguradas, afastando de vez a possibilidade de desativação”, destacou Laerte.

Estradas

O prefeito apresentou ao deputado o pedido para que intervenha junto ao Departamento de Estradas de Rodagens (DER), para que as estradas e rodovias do município, que são de responsabilidade do Estado, recebam a devida atenção. A situação da RO-135, ligando Castanheiras à BR-429, num trecho de 50 quilômetros, maior parte no município de Médici, foi levada ao conhecimento do deputado.

“A rodovia está intrafegável, com um grande atoleiro a cerca de dois quilômetros da BR-429. Precisa de um reparo urgente, para garantir o acesso à Castanheiras, mas também aos nossos produtores que têm suas propriedades ao longo do trecho”, disse o prefeito.

Laerte também foi informado sobre a necessidade de manutenção da linha 128, que liga Médici à Ji-Paraná, em paralelo à BR-364. “São mais uns 30 quilômetros em nosso município, com dois atoleiros, impedindo a passagem de veículos e vou buscar a residência do DER em Ji-Paraná, para cobrar uma ação emergencial. Sabemos que é possível fazer”, informou.

Detran

Laerte foi questionado sobre sua batalha, em denunciar as altas taxas do Detran. “Não é uma briga, é questão de Justiça! O que explica essa diferença absurda dos preços praticados pelo Detran de Rondônia, em relação aos demais Detrans do país?”, questionou.

O presidente acrescentou que “quanto tem sido investido em campanhas de educação no trânsito? Não temos conhecimento. Só temos ações punitivas, ações repressivas com foco na arrecadação. É multar, multar e multar. Isso está sufocando a nossa população e não podemos fingir que nada está acontecendo”.

Ele apresentou números para confirmar seus questionamentos. “A renovação da CNH definitiva custa R$ 113 em Rondônia, em Tocantins custa R$ 40,00. O licenciamento anual é R$ 113,00 em Rondônia, no Amazonas R$ 78,00. São valores muito diferentes, com Rondônia sempre tendo as taxas mais caras, se comparada aos nossos vizinhos na região Norte”, completou.

De acordo com Laerte, “a criação de uma CPI não é uma prioridade, mas não está descartada. Vou fazer o máximo para não acontecer, mas se tiver que ser criada, vamos criar. Vamos apurar sim essa situação”.

Energia

O aumento na tarifa de energia também foi tema da entrevista. O parlamentar relatou o encontro que teve em Brasília, junto com a bancada federal, com o ministro de Minas e Energia e a direção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Quem tinha que pagar essa conta era a Ceron, que devia sete vezes o que valia. Ou seja, quem comprou, comprou com essas dívidas altíssimas, construída durante anos. Hoje, querem que o cidadão pague essa conta, cobrando o retroativo da tarifa de uma vez só, e isso é inaceitável. Durante reunião em Brasília, pedi que não cortassem a energia de ninguém, especialmente os mais pobres, que estão sofrendo”, disse.

Recursos para Médici

No programa, Laerte Gomes reforçou o seu compromisso com Presidente Médici, ressaltando que assegurou recursos para 6,5 quilômetros de recapeamento de asfalto urbano, e a construção de mais dois quilômetros de asfalto.

“Destinei ainda mais R$ 2 milhões para recuperar estradas, R$ 300 mil para recapear de 3 a 4 km de asfalto urbano, R$ 350 mil para a inclusão musical, na rede municipal do pré ao 5 ano. A Guarda-Mirim recebeu apoio, a Associação da Linha 140 recebeu equipamentos e a construção do muro do cemitério, também foram ações do meu mandato parlamentar”, pontuou.

Fonte: Decom

Fotos: Marcos Figueira

Notícias relacionadas
Legislativo RO

Tubos armco adquiridos via emenda do presidente Laerte Gomes são instalados na Linha C 10 em Cacaulândia

Legislativo RO

Jair Montes quer concessão de convênios do FITHA para municípios

Legislativo RO

Cássia Muleta participa de Dia de Campo em Tarilândia

Legislativo RO

Cássia Muleta destina R$100 mil para reforma da Delegacia de Jaru para atender mulheres

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *