Connect with us

Congresso Nacional

Gurgacz é impedido por ministro do STF de ir a Rondônia cumprir agenda

Publicada

em

Compartilhe

Senador vem sendo alvo de repetidas proibições por parte do ministro Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido de viagem apresentado pelo senador Acir Gurgacz (PDT-RO).

A decisão foi tomada na última quarta-feira (20) e lançada no sistema do STF na sexta (22).

Moraes alegou que o senador já havia feito uma viagem, para Cascavel (PR) entre os dias 12 e 18 deste mês. Dessa vez Gurgacz iria a Ji-Paraná, onde reside com sua família e é uma das maiores lideranças políticas da região.

O ministro argumentou que permitir uma segunda viagem seria “descaracterizar o cumprimento da pena” que o senador cumpre, de 4 anos e 6 meses em um processo que Acir tenta anular no Supremo. Segundo o senador, “a pena foi injusta, vez que ele teria sido apenas fiador de um empréstimo, de acordo com ele pago, ao Basa para compra de ônibus para a empresa de sua família, a Eucatur.

Essa não foi a única proibição de Moraes, que também havia impedido Gurgacz de viajar para comemorar seu aniversário de casamento.

Moraes vem levando para o lado pessoal as decisões contra o senador rondoniense, que teceu duras críticas ao ministro antes da posse no STF.

Alexandre de Moraes é relator da execução da pena do parlamentar desde junho deste ano. O ministro revogou a autorização de viagem e agora é responsável por todos os pedidos do senador relacionados à punição.

O problema é que Gurgacz é senador, e precisa cumprir agendas em Rondônia, para prestar contas de seu mandato em Brasília. Os impedimentos impostos por Moraes atrapalham o trabalho de Acir.

LEIA TAMBÉM

Continue lendo
Anúncios
Comentários