Connect with us

Brasil

Glenn Greenwald nega ter pedido habeas corpus preventivo ao STF

Publicada

em

Site conhecido por espalhar notícias falsas divulgou informação

Um site de extrema direita conhecido por espalhar notícias falsas ou ‘meias verdades’ estampou em sua manchete nesta terça-feira que o jornalista Gleen Greenwald, do The Intercept Brasil havia pedido um habeas corpus preventivo no Supremo Tribunal Federal.

O site contou uma “meia verdade”. O advogado Rubens Rodrigues Francisco ingressou na última sexta-feira, 2 de agosto, com um habeas corpus preventivo em favor do jornalista americano Glenn Greenwald, no Supremo Tribunal Federal (STF), para evitar uma possível prisão ou deportação por parte do governo brasileiro.

O pedido cita a portaria 666, editada pelo ministro Sergio Moro em 25 de julho, que trata do “ingresso, a repatriação e a deportação sumária de pessoa perigosa ou que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal”. O relator do caso é o presidente do Supremo, Dias Toffoli.

Foto: Adriano Machado

Nesta terça-feira, o jornalista declarou: “Não fiz o pedido da habeas corpus. Alguém fez no meu nome sem minha autorização ou conhecimento. Meus advogados já estão avisado o STF que não queremos ou precisamos. Acredito na constituição Brasileira e na liberdade de imprensa”.

Continue lendo
Anúncios
Comentários