Connect with us

Brasil

Fachin negou pedidos de prisão de Raupp, Dilma e Mantega

Publicada

em

Compartilhe

A PF também queria a prisão temporária do ex-senador Eunício Oliveira

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin negou um pedido da Polícia Federal para prender o ex-senador de Rondônia, Valdir Raupp, a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-ministro da Economia Guido Mantega, na operação deflagrada hoje para coletar provas de suposta corrupção e lavagem, por parte de senadores do MDB, que teriam recebido da JBS mais de R$ 40 milhões para apoiar a reeleição da petista, em 2014.

A PF também queria a prisão temporária do ex-senador Eunício Oliveira.

Fachin negou os pedidos por recomendação da PGR, para quem não havia evidências de que “em liberdade, os investigados possam atrapalhar a execução das medidas de busca e apreensão”.

“A pretensão de restrição da liberdade de locomoção dos investigados não se encontra provida da indicação de concretas condutas atentatórias às apurações que evidenciem a necessidade da medida extrema”, escreveu o ministro.

LEIA TAMBÉM

Continue lendo
Anúncios
Comentários