Connect with us

Regional

Ex-governador Daniel Pereira se filia ao SD e pode ser candidato à prefeito de Porto Velho

Publicada

em

“Mas primeiro precisamos de uma proposta bem estruturada”

O ex-governador Daniel Pereira deixou o PSB, legenda a qual ficou filiado nos últimos 16 anos e ingressou no Solidariedade. A decisão, segundo Pereira, não se deveu a nenhum rompimento com o deputado federal Mauro Nazif, que comanda o partido no Estado, “Mauro é um amigo pessoal e sempre será”, declarou na manhã desta sexta-feira à PAINEL POLÍTICO.

A ida para o Solidariedade é o primeiro passo para consolidar um projeto que pode culminar com a candidatura de Daniel Pereira a prefeitura de Porto Velho, em 2020, “mas para isso precisamos primeiro de uma proposta bem estruturada”, e continuou, “mais importante que quem vai ser o candidato, A, B, C ou D, é a gente construir um projeto. E hoje tá cheio disso, por causa de uma conjuntura qualquer o cara ganha uma eleição e depois descobre que não tem idéia do que vai fazer. Então eu defendo que a gente construa, inclusive com pessoas de fora do partido, algumas idéias que possam melhorar a vida da população”.

Daniel Pereira foi vice-governador no segundo mandato de Confúcio Moura (MDB) e assumiu no último ano, quando o então governador renunciou para disputar o Senado. Pereira não foi candidato à reeleição alegando um suposto “acordo de cavalheiros” com o senador Acir Gurgacz (PDT) a quem ele atribuía ter sido responsável pela indicação de seu nome a vice na chapa de Confúcio. Acir estava disputando o governo mas foi condenado pelo Supremo em uma ação de crimes contra o sistema financeiro nacional. O senador terminou sendo preso e Pereira não concorreu.

Atualmente ele está na direção do Sebrae no Estado.

Porto Velho

Atualmente a prefeitura da capital de Rondônia é comandada pelo empresário Hildon Chaves (PSDB), que foi eleito em 2016 com a promessa de “ser diferente”. Hildon defendia a implantação de parcerias público-privadas em praticamente todos os setores da administração, mas não conseguiu concretizar nenhuma. O prefeito vem enfrentando uma grave crise devido a falta de transporte escolar para crianças da zona rural da capital desde o ano passado.

Além disso, Hildon Chaves também está rompido com o vice-prefeito Edgar do Boi (PSDC) há pelo menos dois anos.

Continue lendo
Anúncios
Comentários