Ex-assessor do governo de RO reclama que Polícia Civil levou seus equipamentos há 40 dias e não devolve

Marcos Nobre afirma que policiais foram a sua casa sem mandado e apreenderam equipamentos

Marcos Nobre Jr, que já foi presidente da Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural) e assessor do governo de Rondônia denunciou em seu perfil pessoal no Facebook que há cerca de 40 dias teve sua casa ‘invadida’ pela Polícia Civil, que segundo ele ‘não tinha mandado’ durante as investigações da operação Pau Oco e apreenderam computadores, celulares e cartões de memória mas até hoje não devolveram.

De acordo com Nobre, ele está sem ter como trabalhar e por isso, perdeu vários clientes, está com “contas atrasadas, desmotivação, situação financeira complicada e diversos prejuízo incalculáveis”.

A Operação Pau Oco investiga supostas irregularidades em órgãos ambientais.

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Nem Congresso nem militares querem derrubar Bolsonaro, diz consultor cotado para embaixador nos EUA

qui maio 23 , 2019
O Congresso “não quer emparedar” o governo de Jair Bolsonaro, e a hipótese de um articulação dos militares para derrubar o presidente é “lunática”. Essa é a avaliação do presidente da Arko Consultoria, Murillo de Aragão, que após quase quatro décadas de atuação como consultor político em Brasília se tornou um […]