Connect with us

Legislativo RO

Esgotamento sanitário de Ji-Paraná foi uma das grandes lutas do presidente Laerte Gomes em 2019

Publicada

em

Compartilhe

Parlamentar destacou união política e prevê grande crescimento da cidade

Uma grande ação política, encampada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) garantiu o início das obras do esgotamento sanitário de Ji-Paraná, no mês de setembro. O trabalho do parlamentar foi destacado pelas autoridades municipais e até pelo governador do Estado Marcos Rocha, que agradeceu o empenho de Laerte e de todos os deputados na aprovação de projeto que garantiu ao DER poderes para gerenciar a obra.

“Essa obra vai transformar Ji-Paraná e consequentemente a vida de todos os moradores, pois eles terão qualidade de vida. Pedi para que eles fiquem de olho e fiscalizem o andamento da obra, para que ela seja concluída no prazo previsto. Esperamos também que a empresa contrate mão-de-obra do próprio município para gerar emprego e renda”, disse Laerte durante a solenidade que deu o pontapé inicial na obra, orçada em R$ 150 milhões, com as primeiras ações sendo desenvolvidas no bairro Boa Esperança, localizado no 2º Distrito da cidade.

O presidente sempre destacou a união política de todos os envolvidos, desde o prefeito à bancada federal, para liberar os recursos. Ele disse que conhece muito bem o efeito positivo dessas obras. Quando exerceu o cargo de prefeito em Alvorada do Oeste, Laerte Gomes lembra que comandou o projeto cem por cento do esgoto sanitário. “A cidade deu um salto em desenvolvimento. E não será diferente em Ji-Paraná. Até para conseguir recurso é mais fácil quando há esgoto instalado na cidade”.

O reconhecimento do trabalho realizado por Laerte Gomes pelas obras foi destacado várias vezes pela classe política, como os vereadores Marcelo Lemos, Beto Wosniack, Josiel Carlos de Brito, Wlinton Poggere Goes (Negão) e Nim Barroso. Eles reconheceram o empenho do presidente para agilização do projeto junto ao Governo do Estado.

Beira Rio

Outra importante obra, retomada por ação do presidente Laerte Gomes em Ji-Paraná foi a de conclusão do complexo Beira Rio Cultural, através do DER. “Conseguimos intervir e realocar o orçamento e relicitar essa importante obra”, destacou.

O espaço contará com dois quiosques, um restaurante, banheiros públicos, estacionamento, paisagismo, playground, academia ao ar livre e a praça com iluminação em toda área. “Depois de ficar anos abandonado, sem dúvidas, essa revitalização devolverá ao Beira Rio esse status de ponto turístico, que aliás, esperamos que possa promover momentos de lazer, de encontro e de diversão para todos aqueles que voltarem a frequentá-lo e aos que tiverem a oportunidade de conhecer pela primeira vez esse belíssimo espaço às margens do nosso Rio Machado”, afirmou o presidente.

Fonte: Decom
Foto: Valdecy Santos

Continue lendo
Anúncios
Comentários

Legislativo RO

Jean Oliveira quer Coordenadorias Regionais de Educação I e II com igualdade salarial

Publicada

em

Compartilhe

Os profissionais da CRE II recebem muito menos, prestando um serviço igual ou até mais sacrificado às vezes.

O deputado estadual Jean Oliveira (MDB) solicitou ao secretário de Estado da Educação (Seduc), Suamy Vivecananda, isonomia entre as Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) I e II. O parlamentar explica que a CRE II que às vezes tem, sob gerência, menor quantidade de escolas, tem um grau e uma complexidade de ensino e de gestão muito maior que uma CRE I, isso devido, distâncias, educação indígena, falta de mediação tecnológica, entre outros.

Segundo o deputado, acontece que existe uma disparidade de remuneração entre os profissionais gestores das Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) I e II. Os profissionais da CRE II recebem muito menos, prestando um serviço igual ou até mais sacrificado às vezes. Isso devido o que estabelece a Lei que dispõe sobre as Coordenadorias Regionais de Educação I e II, que determinou dois tipos de coordenadorias com remunerações diferentes para os gestores.

A proposta que o deputado Jean Oliveira levou ao secretário de Estado da Educação, e que foi acatada, é que a Lei que dispõe sobre as Coordenadorias Regionais de Educação I e II seja revista, deixando as duas coordenadorias isonômicas, ou seja, os técnicos e professores, que realizam esse trabalho estratégicos, tanto na I como na II, tenham remunerações iguais.

“Nossa solicitação teve sinal verde do secretário Suamy Vivecananda e estamos esperando na Assembleia Legislativa, o envio da Seduc, da proposta de mudança da Lei, para que o Legislativo vote de forma positiva. “Acredito ser devidamente justa a igualdade entre esses profissionais da educação”, acrescentou Jean Oliveira.

Fonte: Decom

Continue lendo

Legislativo RO

Laerte Gomes discute Termo de Cooperação entre Governo e Incra sobre regularização fundiária em Rondônia

Publicada

em

Compartilhe

Acordo será feito por meio da Sepat e prevê a contratação de servidores para formar força tarefa.

Para tratar de um Termo de Cooperação entre o Governo e o Incra, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) participou da reunião realizada na tarde desta quarta-feira (19), no Palácio Rio Madeira, no gabinete do governador Marcos Rocha (PSL).

Além do chefe do Poder Executivo, participaram da reunião o deputado federal Lúcio Mosquini (MDB), o secretário-chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, o superintendente regional do Incra, Ederson Littig Bruske, os chefes de divisões do órgão, Ubiratan Pereira, do Desenvolvimento de Assentamentos e o de Ordenamento da Estrutura Fundiária, José Cunha, além do diretor da Superintendência de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), Jorge Luiz Mello da Costa.

Segundo o presidente Laerte Gomes, o Termo de Cooperação, que será definido através da Sepat, consiste na contratação de servidores para a formação de uma força tarefa que ajudará o Incra a realizar a regularização fundiária de propriedades rurais no estado.

“Para isso, o deputado Lúcio Mosquini colocou uma emenda de R$ 10 milhões e a Assembleia Legislativa, em parceria com o Poder Executivo, destinarão cerca de R$ 5 milhões. Assim, será possível o custeio dessa força tarefa que tem como objetivo regularizar o maior montante possível de títulos rurais. E a ideia é que, boa parte desses documentos, sejam entregues na Rondônia Rural Show, possivelmente, na presença do presidente Jair Bolsonaro e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina”, informou Laerte Gomes.

O parlamentar definiu o Termo de Cooperação como o projeto mais importante no momento atual.

“Nós vamos documentar o proprietário rural, que terá acesso a crédito, financiamentos, a tecnologia e assim, aumentará a produtividade dele sem ter a necessidade de cometer crimes ambientais. E isso tudo gera arrecadação, o que é excelente para a economia de Rondônia”, concluiu o presidente Laerte Gomes.

Fonte: Decom
Fotos: Diego Queiroz

Continue lendo

Legislativo RO

Deputado Edson Martins recebe pedido de vereador de Ji-Paraná para parque infantil adaptado

Publicada

em

Compartilhe

O Vereador Nim Barroso (PRB), de Ji-Paraná, esteve nesta quarta feira (19) no gabinete do deputado estadual Edson Martins (MDB) e apresentou um ofício solicitando um recurso de emenda parlamentar, no valor de R$ 70 mil, para a implantação de um parque infantil adaptado para deficientes no município.

De acordo com o vereador, muitas crianças e adultos com necessidades especiais não podem utilizar os equipamentos que foram implantados nas praças do município por falta de adaptação.

“O objetivo é permitir a inclusão social de crianças e adultos portadoras de deficiência física, e proporcionar momentos de lazer e diversão além de estimular a prática de exercícios, gerando bem estar e saúde para os usuários”, disse Nim Barroso.

Edson Martins confirmou a destinação do recurso e parabenizou o vereador Nim Barroso pela iniciativa em lutar pela qualidade de vida das pessoas com necessidades especiais.

“A prática de exercícios e esportes é importante para todas as pessoas, e principalmente para aqueles que possuem necessidades especiais que por falta de incentivo e de locais adequados acabam ficando ociosos, esse recurso vai promover saúde física e mental, bem estar, além de interações sociais”, destacou Edson Martins.

Continue lendo
Anúncios

Em alta