Ex-candidato à presidência da República numerou os pontos que acredita serem “um voto contra os pobres e contra a classe média”

O ex-ministro e presidenciável em 2018, Ciro Gomes (PDT) numerou alguns pontos que contrastam o que vem sendo divulgado em relação à reforma da Previdência, cujo texto-base deverá ser votado nesta quarta-feira pelo Congresso.

Para Ciro, um dos pontos mais críticos diz respeito aos militares, que segundo ele, “custam 47 bilhões de reais por ano e contribuem com 3 bilhões de reais . 99% dos militares se aposentam com 55 anos”, destacou.

O ex-ministro disse ainda que “em nenhum lugar do mundo civilizado um professor ou um policial trabalham 40 anos para se aposentar”.

As declarações foram feitas em seu perfil no Twitter. Veja a thread completa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *