Connect with us

Brasil

Em comercial, prefeitura do RJ acusa Globo de faturar milhões no carnaval e a cidade é quem paga a conta; emissora recusou exibir a publicidade

Publicada

em

Comercial abriu discussão sobre papel do dinheiro público no evento, que movimenta a economia da cidade

A Rede Globo de Televisão recusou exibir um comercial da prefeitura do Rio de Janeiro que acusa a emissora carioca de faturar milhões com a venda de cotas de publicidade para transmitir o carnaval, enquanto que a cidade é quem paga a conta. De acordo com a propaganda oficial, a festa tem um custo de R$ 70 milhões para os cofres municipais.

Em nota que foi encaminhada ao blog de Mauricio Stycer, no UOL, a emissora afirmou que “A TV Globo não vai veicular o filme citado da forma como foi recebido. A emissora não está recusando a veiculação de uma campanha da Prefeitura do Rio sobre o carnaval, mas a veiculação de um comercial que faz
incorreta imputação à Globo. Ao contrário do que afirma o filme em questão, a Globo não vende patrocínio do carnaval, que é um evento das escolas de samba. A Globo vende cotas de suas transmissões, cujos direitos compra por valores significativos. O filme em questão faz parecer que a Globo se beneficia dos valores repassados pela prefeitura às escolas de samba, o que não é verdade. A Globo zela, junto a todo e qualquer anunciante e agência, pelo livre acesso do público
à informação comercial ética, honesta, verdadeira e precisa, e, como esclareceu à agência, veiculará o filme caso a Prefeitura do Rio decida adequá-­lo a esses princípios.”

Vereadores da cidade negam que esse seja o valor dos gastos, e a prefeitura alega que o comercial tem como objetivo apenas mostrar a verdade sobre os gastos.

O carnaval do Rio de Janeiro é transmitido pela Rede Globo há décadas para dezenas de países e movimenta milhões na cidade durante o período. Veja abaixo o comercial da prefeitura:

Continue lendo
Anúncios
Comentários