Brasil

Dois senadores retiram assinatura da CPI do Judiciário, que perde força e pode ser arquivada

A ofensiva parlamentar contra membros do Judiciário perdeu fôlego nesta segunda, 11, com a retirada de duas assinaturas da proposta de criação da comissão parlamentar de inquérito (CPI), no Senado, contra o ativismo judicial dos tribunais superiores: as dos senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Katia Abreu (PDT-TO).

Autor da iniciativa, o senador Delegado Alessandro Vieira (foto) terá de correr para obter as assinaturas faltantes. Caso isso não ocorra, a Mesa Diretora pode fazer a leitura e decretar que, sem os 27 apoios necessários, o pedido está arquivado, informa o Broadcast Político do Estadão.

Sobre o autor

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação
Notícias relacionadas
Brasil

Bolsonaro pede que Congresso não suspenda decretos do porte de armas

Brasil

Lista "Não perturbe" impede que telemarketing realize ligações a consumidores cadastrados

Brasil

'Se quer levar mais de 10 quilos, pague, sem problema nenhum’, diz Bolsonaro após veto a gratuidade de bagagem

Brasil

Tacla Duran afirma "paguei para não ser preso" na Operação Lava-Jato

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vale a pena ler...
Mordomo do MDB gastou até R$ 201 mil por ano com presidente do Senado