Connect with us

Sem categoria

Crise na Venezuela: Veja ao vivo as manifestações e o desenrolar dos acontecimentos

Publicada

em

Compartilhe

TV NTN 24 está transmitindo os protestos e a tentativa de tomada de poder por parte de Juan Guiadó

Anúncios
Comentários

Sem categoria

Funcionário da Energisa é morto à tiros em Porto Velho; motivação ainda é contraditória

Publicada

em

Compartilhe

Caso aconteceu agora pela manhã

Um funcionário da empresa Energisa foi morto na manhã desta sexta-feira na rua Eurico Caruso, próximo a Rua Alba, no bairro Aponiã em Porto Velho enquanto realizava um trabalho de religação de energia em uma residência.

De acordo com informações preliminares, o funcionário identificado como Gerson Francisco Nunes, que teria entre 35 a 40 anos de idade, estava de costas trabalhando quando um Fiat Strada de cor branca, passou pelo local. Um homem portando uma arma desceu do veículo, ambos tiveram uma rápida discussão e o homem efetuou pelo menos quatro disparos. Um dos tiros atingiu a cabeça da vítima e outro o torax, o atirador fugiu em seguida.

CNH da vítima

De acordo com informações iniciais, a motivação teria sido o corte de energia em alguma residência nas proximidades ou alguma rixa anterior, mas a polícia ainda não confirmou nenhuma das hipóteses.

A polícia civil investiga o caso. Em nota, a Energisa afirmou estar dando apoio nas investigações.

A Energisa lamenta profundamente o assassinato do funcionário da terceirizada Rondonorte no momento em que prestava serviço no bairro Aponiã, em Porto Velho. A empresa informa que está trabalhando em conjunto com sua contratada para apoiar a polícia nas investigações e prestar total apoio à família.

||+destaques

Continue lendo

Sem categoria

Câmara vota envio do impeachment de Trump ao Senado nesta quarta

Publicada

em

Compartilhe

Segundo presidente da Casa, Nancy Pelosi, os democratas também vão decidir a equipe que vai liderar as acusações contra o republicano

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos , que é controlada pelos democratas, vai votar nesta quarta-feira (15) o envio dos artigos de impeachment do presidente do país, Donald Trump , ao Senado .

De acordo com a imprensa norte-americana, a presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi , afirmou em uma reunião da legenda que também vai nomear os responsáveis da Casa que vão liderar a acusação contra o magnata republicano no julgamento.

O jornal The New York Times revelou que até o fim desta quarta-feira (15), os representantes da Câmara vão levar os artigos ao Senado, iniciando o processo de julgamento.

O atual presidente dos Estados Unidos sofreu impeachment na Câmara no dia 18 de dezembro, mas, de acordo com as regras do país, Trump só poderá ser afastado do cargo caso o Senado o considerar culpado.

Entretanto, no cenário atual, é improvável que o magnata sofra o impeachment, já que o Senado é dominado pelo Partido Republicano e onde a condenação dependerá do aval de maioria qualificada de dois terços. Por lá, a legenda conta com 53 senadores, número mais do que suficiente para evitar a deposição do presidente.

Até hoje, apenas dois chefes de Estado do país foram submetidos a processos de impeachment: Andrew Johnson (1868) e Bill Clinton (1998), ambos absolvidos – Richard Nixon renunciou em 1974, evitando um afastamento iminente por causa do escândalo “Watergate”.

Trump é acusado de ter pressionado o presidente da Ucrânia, Volodymyer Zelensky, a anunciar uma investigação contra Joe Biden, pré-candidato à Casa Branca e cujo filho, Hunter, foi conselheiro de uma empresa ucraniana de gás, a Burisma. Para alcançar seu objetivo, o magnata seria congelado uma ajuda militar de quase US$ 400 milhões a Kiev.

Siga lendo…

Continue lendo

Sem categoria

STF suspende ato de Bolsonaro e retoma DPVAT

Publicada

em

Compartilhe

Presidente editou medida provisória em novembro; MP prevê extinção do DPVAT a partir de 2020. Para maioria dos ministros, tema deve ser tratado pelo Congresso

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu, por 6 votos a 3, a medida provisória (MP) do presidente Jair Bolsonaro que prevê a extinção do seguro obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) a partir de 2020.

O julgamento foi feito em plenário virtual e foi concluído nesta quinta-feira (19). O resultado foi oficializado pelo STF somente nesta sexta (20).

Mesmo com a decisão do plenário virtual, o tema ainda terá de ser discutido definitivamente no plenário presencial, mas não há data prevista.

A medida provisória foi assinada por Bolsonaro na mesma cerimônia em que o governo lançou um programa que visa incentivar a contratação de jovens de até 29 anos.

O DPVAT indeniza vítimas de acidentes de trânsito e, segundo a MP, os acidentes até 31 de dezembro ainda seguirão cobertos pelo seguro.

Ainda conforme a MP, a atual gestora do seguro continuará até 31 de dezembro de 2025 responsável pela cobertura dos sinistros ocorridos até 31 de dezembro de 2019. Via G1

Continue lendo…

Continue lendo

Em alta