Connect with us

Congresso Nacional

Confúcio e outros 6 senadores que compõe Conselho de Ética estão sob investigação

Publicada

em

Depois de sete meses de atraso, Conselho de Ética e Decoro do Senado começa os trabalhos nesta terça-feira; composição tem parlamentares com processos na justiça, entre eles, investigados na Operação Lava Jato

A instalação do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Sern, com eleição do presidente e do vice-presidente, está marcada para esta terça-feira (24), às 14h.  O Conselho tem como atribuição observar as prescrições da Constituição Federal, do Regimento Interno e do Código de Ética e Decoro Parlamentar.

Na quinta-feira, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre anunciou os parlamentares que comporão o Conselho e sete atualmente são investigados ou respondem a processos.

Entre os investigados está o presidente do PP, Ciro Nogueira. O parlamentar pelo Piauí foi citado por ex-executivos do grupo JBS como um dos beneficiados com o dinheiro da empresa via caixa dois na sua campanha ao Senado em 2014. Os outros senadores que enfrentam investigações na justiça são Confúcio Moura (MDB-RO), Eduardo Gomes (MDB-PI), Jayme Campos (DEM-MT), Nelsinho Trad (PSD-MS), Telmário Mota (Pros-RR) e Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB).

É o Conselho de Ética que recebe e analisa previamente representações ou denúncias feitas contra senador, que podem resultar em medidas disciplinares como advertência, censura verbal ou escrita, perda temporária do exercício do mandato e perda do mandato .

O presidente e o vice-presidente do Conselho só serão conhecidos na próxima terça-feira (24), após o início dos trabalhos.

Continue lendo
Anúncios
Comentários