O senador pelo PDT de Rondônia está preso na Papuda desde outubro do ano passado e tinha autorização para dar expediente no Senado durante o dia, desde que retornasse à cadeia à noite

A Justiça do Distrito Federal autorizou Acir Gurgacz (PDT) a deixar o regime semiaberto e cumprir o restante da pena em regime aberto, registra o G1.

O senador pelo PDT de Rondônia está preso na Papuda desde outubro do ano passado e tinha autorização para dar expediente no Senado durante o dia, desde que retornasse à cadeia à noite.

Para a juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais, Gurgacz cumpriu tempo suficiente para ser contemplado com a progressão de regime –um sexto da pena à qual foi condenado, de 4 anos e 6 meses de prisão.

A PGR acusou o senador de obter mediante fraude, entre 2003 e 2004, financiamento no Banco da Amazônia para renovar a frota de sua empresa de ônibus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *