Connect with us

Regional

Começam a surgir nomes para a prefeitura de Porto Velho; veja os que já despontam

Publicada

em

O atual prefeito Hildon Chaves não descarta a possibilidade de vir à reeleição

Faltando pouco mais de um ano para as eleições de 2020 vários nomes já começam a surgir na imprensa e redes sociais para disputar a prefeitura da capital de Rondônia. Entre os candidatos está o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) que deve vir à reeleição a depender de como estará sua aceitação junto ao eleitorado. Hildon enfrenta alguns desafios, entre eles o mais dramático, que é a licitação do transporte escolar para alunos da região rural da cidade e ribeirinhos.

A situação gerou um tremendo desgaste, mas isso não afeta seu otimismo.

Mas, o prefeito deve enfrentar nas urnas o deputado federal Léo Moraes (PODE) que perdeu as eleições em 2016 no segundo turno para Hildon, que foi eleito graças a uma onda de “renovação”. Chaves conduziu sua campanha como “uma grande novidade”, e mesmo tendo como apoiador o ex-senador Expedito Júnior, e integrando seu grupo político, conseguiu convencer o eleitorado de que seria o “salvador da pátria”.

O deputado não declara abertamente se é ou não candidato, “vai depender da conjuntura política”, esquiva-se Léo Moraes.

Vista de Porto Velho

Enquanto o parlamentar desvia do assunto, o deputado estadual Eyder Brasil (PSL) se coloca como candidatíssimo à vaga. Ele espera contar com o apoio do governador Marcos Rocha, também do PSL e de nada menos que o presidente Jair Bolsonaro nessa empreita.

Mas o PSL não está tão harmonioso internamente. Alguns nomes do partido defendem a candidatura de João Cipriano Nascimento, que foi suplente do candidato ao senado Jaime Bagattoli. Cipriano declarou que não quer, mas seu nome deve ser mantido como um “plano b” da legenda.

Esta semana, o ex-governador Daniel Pereira fez um movimento decisivo em direção à disputa pela prefeitura. Ele deixou o PSB, partido ao qual ficou filiado nos últimos 16 anos, e migrou para o Solidariedade onde pretende “construir um projeto de governo”. Daniel já chega com o comando da legenda no estado.

Outro quem também se colocou como candidato foi o deputado estadual Anderson Pereira (PROS), ex-“do Singeperon”. Mas seu partido adotou o modelo de prévias e por enquanto, o único nome que de fato está inscrito como candidato a candidato é o de Edney Lima, que também sonha com a oportunidade.

O ex-deputado estadual Hermínio Coelho anunciou que deve disputar à prefeitura pelo PV. E Hermínio já adiantou, “se em um ano essa cidade não estiver melhor, eu renuncio meu mandato”. Ouça o compromisso assumido pelo ex-deputado:

O PT também deve trabalhar a candidatura do ex-prefeito Roberto Sobrinho que vem conseguindo se livrar dos diversos processos judiciais movidos pelo Ministério Público dos quais foi alvo. Roberto participou do processo eleitoral em 2016.

Continue lendo
Anúncios
Comentários