Connect with us

Coluna Painel Político

[Coluna] – Com patrimônio milionário, senador de Rondônia pediu ‘justiça gratuita’ em processo

Publicada

em

Confúcio Moura teve pedido rejeitado pela justiça estadual, mas ele bem que tentou; e ainda, Gurgacz viaja porque pode

É imoral? mas é legal

O Brasil se indignou nesta quarta-feira com a notícia que o senador Acir Gurgacz (PDT) vai passar uns dias, com autorização da justiça, em um resort no Caribe. Para quem não sabe, Acir cumpre ainda o primeiro ano de uma pena de 4 por crimes contra o sistema financeiro nacional. Desde que foi preso, em outubro de 2018, ele vem cumprindo cada uma das etapas da lei de execuções penais. Sua sentença previa semi-aberto (trabalha de dia e dorme no presídio). Em maio deste ano ele passou para o aberto (domiciliar, e só pode viajar com autorização judicial). Ou seja, nada ilegal.

Mas…

O brasileiro médio, que não tem acesso às benesses da justiça porque ela custa caro, acha que está errado. O que a sociedade ainda não conseguiu compreender com clareza é a diferença entre um preso comum e alguém que tem dinheiro e recursos. A explicação é bem lógica, mas as pessoas insistem em não ver. O Brasil não é um país justo, e as desigualdades só aprofundaram nos últimos anos. Justiça, com ‘J’ maiúsculo tem custos altíssimos, a começar pelos advogados, recursos, monitoramento das ações, etc. Evidente que tem a gratuita, mas ela é atolada de processos, e cá entre nós, é humanamente impossível a defensoria pública dar conta do volume de processos que aportam diariamente. 

Ainda mais…

Quando pessoas, como o senador Confúcio Moura (MDB) utiliza a justiça gratuita para se defender. Acreditem. O ex-governador de Rondônia, que declarou patrimônio de R$ 4.299.774,61 em bens e quase R$ 700 mil em conta bancária, havia pedido gratuidade no processo 7012983-90.2018.8.22.0001. O juiz negou porque Confúcio não comprovou que “era pobre”, mas ele foi na base do “se colar colou”…não deu.

Portanto

Vamos parar de reclamar da justiça e do caso do senador Acir Gurgacz, este sim, assumidamente um dos homens mais ricos do Brasil. Ele foi condenado e está cumprindo sua pena. Se é imoral, é um problema que ele vai resolver com seu eleitorado daqui a quatro anos, quando (e se) sair à reeleição. Quem acha que está ruim, aprenda a votar em deputados e senadores, são eles que fazem as leis e não os juízes, promotores e presidente da República. E não esqueçam do Confúcio…daqui a oito anos!

Falando em leis

Os vereadores de Pimenta Bueno estão querendo que o prefeito da cidade, delegado Arismar Araújo e a comissão de organização da eleição do Conselho Tutelar vá à Câmara “dar explicações sobre a metodologia usada para o edital”. Os vereadores de Pimenta devem ter algum problema com leitura e preferem ouvir. O edital foi redigido com base em resolução do Conselho Nacional de Defesa da Criança e do Adolescente, e mais claro impossível. O problema é que, dos 139 inscritos, apenas 9 conseguiram apresentar a documentação básica exigida. O mínimo de candidatos é 10, 5 titulares e 5 suplentes. Além da documentação, eles precisam fazer uma prova e só depois acontece a eleição pela comunidade. 

Tudo isso

Está previsto no edital. O que os vereadores talvez não saibam é que o Conselho Tutelar deve seguir as diretrizes do Conselho Nacional e ele prevê que os municípios (as Câmaras municipais) legislem sobre os detalhes do processo eletivo. Portanto, bastaria a Câmara alterar a legislação, mas eles preferem “jogar para a galera”.

Traficante VIP

A polícia espanhola fez o que a polícia brasileira não conseguiu, prendeu um integrante da comitiva presidencial com 39kg de cocaína. Não adianta dizer “há, ele não estava com Bolsonaro”. Ele integrava a comitiva oficial, tanto que o próprio presidente se manifestou em suas redes tão logo soube do ocorrido. Resta saber nessas idas e vindas, quanto o tal sargento faturou. E se ele será julgado na Espanha ou deportado para o Brasil.

Enquanto isso

O Ministro da Justiça Sérgio Moro disse que estava nos Estados Unidos trabalhando para “conhecer o modelo de força tarefa multiagência contra o tráfico de drogas e aprofundar os laços para cooperação internacional“. Precisando mesmo, se não conseguem achar uma ‘pacoteira de pó’ no avião da FAB, vão achar o que?

Café pode estimular ‘gordura boa’ e ajudar na perda de peso

Acostumados que estamos às notícias negativas sobre os males causados por excesso de gordura no corpo e aos muitos alertas de que o consumo de café pode ser igualmente maléfico, causaram surpresa as mais recentes divulgações científicas sobre os temas: a primeira, que existe um tipo de gordura no corpo que, quanto mais, melhor; a segunda, que tomar café pode ser benéfico ao ajudar essa gordura a entrar em ação, contribuindo para a perda de peso – para alguns pesquisadores, uma aposta no combate à obesidade. É o que indica um artigo de cientistas da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, publicado nesta semana no periódico “Scientific Reports”. O estudo analisou os efeitos de um copo de café na gordura marrom em humanos, um tipo de tecido descoberto recentemente em adultos e que, diferente da gordura mais famosa, a branca, é inversamente proporcional ao peso – ou seja, pessoas obesas tendem a apresentar menos gordura marrom no corpo e as mais magras, mais gordura deste tipo. Também diferente da gordura branca, que armazena energia, a marrom queima calorias. Enquanto a branca está em todo o corpo, como na barriga e abaixo da pele, a marrom está em camadas mais profundas, na região do pescoço e do coração. Outra característica dessa gordura recentemente confirmada em adultos é seu papel fundamental no controle da temperatura do corpo, esquentando-o e aumentando a atividade no frio – tanto que, há até pouco tempo, o comum era mostrar sua presença em mamíferos que hibernam e em bebês.

Continue lendo
Anúncios
Comentários