Regional

Cem dias do governo Marcos Rocha mostram que Rondônia é uma nau à deriva

Governo não tem planejamento, elege a imprensa como “inimiga” e patina em questões básicas

Durante a campanha eleitoral, foi mostrado que o então candidato Marcos Rocha (PSL) havia plagiado descaradamente o plano de governo do tucano Aécio Neves nas eleições presidenciais de 2014. Mesmo assim, parte da população de Rondônia, em um surto ufanista, elegeu o “candidato do Bolsonaro” ao governo. O resultado foi apresentado em uma coletiva de balanço dos primeiros 100 dias de governo. Zero. Nada. É isso que Rocha e sua equipe tem para mostrar à população.

Cem dias de papo furado

Plagiando também o presidente Jair Bolsonaro, Marcos Rocha elegeu a imprensa como sua adversária. Critica, chama de “fake news” qualquer notícia que lhe desagrade e governa pelo Facebook, já que ainda não sabe usar o Twitter.

O vice-governador Zé Jordan também não é diferente. Mostra total desconhecimento do Estado, e lembra um profeta do apocalipse, alardeando que o “estado está ingovernável”, que as contas públicas estão caóticas. Um arremedo do vice-presidente Hamilton Mourão. O governo de Rondônia virou uma cópia ruim do governo Bolsonaro. Em 100 dias, a única vitória anunciada pelo governo de Marcos Rocha é a maior das mentiras, a de que conseguiu reduzir o valor da conta de energia. Ele anunciou como se fosse uma articulação sua, o que passa longe de ser verdade, já que foi a bancada federal e uma decisão da própria Aneel em rever esses valores.

Nos próximos dias o ministro da Justiça Sérgio Moro deve vir à Rondônia. Foram escalados para participar da reunião com ele, a esposa e os filhos de Marcos Rocha. Moro não tem o que fazer em Rondônia. Sua visita nada mais é que uma tietagem explícita de Rocha que não esconde seu deslumbramento com a cúpula do governo bolsonarista. Os agentes penitenciários estão em greve, o sistema prisional está colapsado e não existe nenhum projeto sequer no sentido de resolver essa questão.

Por enquanto, a única ação concreta do governo Rocha tem sido a contratação desenfreada de comissionados e selfies, muitas selfies.

Sobre o autor

Jornalista, editor de Painel Político, consultoria em comunicação
Notícias relacionadas
Regional

SEJUS quer exonerar todos os Agentes Penitenciários que buscaram diálogo no CPA

Regional

PAINEL POLITICO lança podcast com as principais notícias da semana

Regional

Marcos Rocha poderia vincular dívida do Beron a apoio a reforma da Previdência

Regional

Na Comissão de Educação, Confúcio faz três perguntas e obtém nenhuma resposta

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vale a pena ler...
Justiça extingue ação que determinou bloqueio de R$ 11,5 milhões de Aécio Neves