Brasil

Caminhoneiros pedem a retirada do Exército da BR 163

Os caminhoneiros que estão parados da BR 163 a mais de 10 dias sem água e sem comida, começaram a se manifestar contra a presença da Exército Brasileiro no treçho da BR 163 que liga Guarantã do Norte/MT a Novo Progresso/PA.

A mais de dez dias, pelo menos 5 mil caminhoneiros estão parados no meio da rodovia sem poder ir, Porto de Miritituba/PA, ou voltar para pegar a rota Porto Velho/RO, pois o DNIT trancou as vias com apoio da Polícia Rodoviária Federal e o Exército tem feito as escoltas nestes trecho.

DNIT

Em nota o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informa que o bloqueio na rodovia BR-163 para o trânsito de carretas e caminhões, na altura das cidades de Santa Helena (MT) e Guarantã do Norte (MT), foi prorrogado.

A BR-163 é a principal via de transporte da produção de soja para a região. O trecho bloqueado impede a circulação de caminhões para o Norte do país.

O Dnit informou que o bloqueio, vai ser prorrogado por causa da continuidade de chuvas intensas. “A rodovia ainda precisa de reparos para evitar formação de novos bloqueios”, afirmou o departamento.

OS CAMINHONEIROS

O líder dos caminhoneiros “Cristiano Lopes da Silva Reolon , de 33 anos, é um dos organizadores do movimento, disse que o exercito os deixou abandonados, que estão sem agua e alimentação, a dias parados eles cobram uma solução o governo federal, ou seguem viagem ou volta para trás, argumenta.

Em resposta ao que o Exército tem noticiado, os caminhoneiros afirmam que não estão recebendo ajuda nem água do Exército, a única ajuda que tem recebido seria do Posto Miriam, que manda água e refeição para os caminhoneiros a medida que vão conseguindo avançar no piores trechos da Rodovia.

“Nós merecemos respeito. Estamos abandonados sem alimento e àgua, o exercito esta mais de dois anos e não fez um metro de pavimento, este trecho inviabilizou o nosso trabalho, que já estava difícil com o frete baixo e o tempo que ficamos parados na rodovia”, reclamaram para a Polícia Rodoviária Federal.

Notícias relacionadas
Brasil

Bolsonaro pede que Congresso não suspenda decretos do porte de armas

Brasil

Lista "Não perturbe" impede que telemarketing realize ligações a consumidores cadastrados

Brasil

'Se quer levar mais de 10 quilos, pague, sem problema nenhum’, diz Bolsonaro após veto a gratuidade de bagagem

Brasil

Tacla Duran afirma "paguei para não ser preso" na Operação Lava-Jato

Inscreva-se na nossa Newsletter e
fique informado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *