Connect with us

Regional

Braço direito da Secretária Etelvina Rocha ensina Agentes sobre como fazer “Operação Padrão”

Publicada

em

Compartilhe

Em áudio que está circulando nos grupos de WhatsApp, uma mulher parabeniza a “Operação Padrão” dos Agentes Penitenciários de Rondônia e instrui como deve seguir o movimento “Operação Padrão”, bem como anular eventuais meio jurídicos que suspendam a greve.

“(…)nós não temos embasamento jurídico hoje? Com certeza não temos
(…) agente não precisa ir para rua, nem ficar percorrendo palácio. É só seguir conforme a lei
(…) vamos fazer uma paralização interna nossa em dias de vizita”

O áudio é atribuido a Assessora Jurídica da Corregedoria e braço direito da Secretária, Ana Paula Antelo, lotada na Astec.

Já é o segundo áudio que vaza atribuído a pessoas ligadas a alta cúpula da Secretaria de Justiça de Rondônia, causando grande constrangimento a Secretária Etelvina Rocha que parece não controlar nem mesmo os servidores mais próximos.

No primeiro áudio, a Corregedora da Secretaria de Justiça do Estado de Rondônia, Crisanara Mazza de Toledo, confirmou que o coronel interventor da Polícia Militar (PM), Fábio Alexandre, cometeu uma ilegalidade quando deu voz de prisão a um agente penitenciário, que estava de serviço no presídio Edvan Mariano Rosendo – Urso Panda.

https://soundcloud.com/user-198417799/corregedora-sejus-confirma-ilegalidade-coronel-interventor

O Caso chamou a atenção pelo fato do coronel Alexandre, que deu voz de prisão ao agente, ter recebido voz de prisão de um dos advogados do SINGEPERON, por abuso de autoridade, violação das leis e da Constituição Federal.

Continue lendo
Anúncios
Comentários