Connect with us

Artigos

A pedagogia da imbecilidade – Francisco Xavier

Publicada

em

Compartilhe

Só falta ele mandar agora os diretores enfileirar os alunos, cantar algum hino da igreja do Marcos Rocha, gravar e enviar para ele

O Secretário de Estado da Educação de Rondônia, a cada dia, dá sinais de que não entende absolutamente nada de EDUCAÇÃO e muito menos de AUTONOMIA das escolas.

Logo no início de 2019 , SUAMY LACERDA enviou um bilhete para as escolas, informando que os professores estavam proibidos de merendar junto com os alunos e se algum diretor não cumprisse seria preso. Esse tipo de absurdo deixa claro que o secretário não conhece as atribuições do seu cargo e muito menos como funciona uma escola. Talvez o secretário nem saiba que existe uma coisa chamada CONSELHO ESCOLAR, GESTÃO DEMOCRÁTICA, AUTONOMIA ADMINISTRATIVA, PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO.

Francisco Xavier é professor na rede estadual

Esta semana, novamente o secretário deu sinal de que ele não sabe o que está fazendo no cargo. Suamy Lacerda enviou novo bilhete às escolas DETERMINANDO que as escolas precisam de autorização dele para realizar palestras, debates, seminários e outras coisas do gênero com servidores e alunos. Diz ainda o bilhete que quando alguma escola programar um evento assim, a Coordenadora Regional de Ensino deve enviar a informação para a SEDUC, que ele vai analisar EM PORTO VELHO se autoriza ou não fazer a palestra, seminário ou debate. O curioso é que os Diretores de Escolas aceitam, CALADINHOS, esse tipo de ARBITRARIEDADE. Talvez os diretores não saibam o que é GESTÃO DEMOCRÁTICA.

Na prática, o secretário quer dizer que a GESTÃO DEMOCRÁTICA não serve para NADA e que os DIRETORES DE ESCOLAS são uns imbecis. Só falta ele mandar agora os diretores enfileirar os alunos, cantar algum hino da igreja do Marcos Rocha, GRAVAR e enviar para ele.

Quando o ministro Ricardo Velez determinou que as escolas não tinham AUTONOMIA, eu entendi, porque, para ser ministro do Bolsonaro, a pessoa tem que ser IMBECIL, e o Velez é COLOMBIANO. Mas nunca imaginei que um professor de Rondônia assumisse a SEDUC para INTERFERIR NA GESTÃO DEMOCRÁTICA. e no PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO de nenhuma escola. Aliás, o PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO de cada escola é devidamente elaborado, analisado e aprovado pela COMUNIDADE ESCOLAR.

Em vez de realizar cursos, palestras, seminários e debates, para APERFEIÇOAR os servidores, a SEDUC resolver, de maneira COMPLETAMENTE ILEGAL, proibir que as escolas exerçam a GESTÃO DEMOCRÁTICA.

Isso é ridículo!!!

Francisco Xavier Gomes
Professor da Rede Estadual

Continue lendo
Anúncios
Comentários